Os Vigilantes da iniciativa privada que atuam em Rondônia realizarão nesta quinta-feira (28) de fevereiro assembléia para delibera sobre contra proposta patronal que apresentou apenas o índice da inflação para o reajuste salarial da categoria e linear a alimentação.  Proposta essa recusada por unanimidade pela assembléia.

 

 

De acordo com o presidente do Sindicato dos Vigilantes de Rondônia (SINTESV), Paulo Tico, cerca de cinco mil vigilantes atuam em Rondônia. “Nós não conseguimos chegar a um consenso sobre o nosso reajuste. Nós queremos 1,80% sobre a inflação do período de março de 2018 a fevereiro de 2019, mas eles ofereceram apenas a inflação do período. Queremos que aumente no adicional de cálculo do adicional noturno, aumento do ticket de alimentação de R$ 26,00 para R$ 29,00, e eles querem dar R$ 26,92. São algumas das diversas reivindicações que os patrões não concordam”, disse.

 

 

Ainda conforme Paulo Tico, com o impasse nas negociações entre representantes de empresas de segurança e a categoria. Os vigilantes deliberarão estado de greve e realizara uma manifestação no dia 07 de março e se reuniram na sede do Sindicato.

 

 

Com a manifestação dos vigilantes as agências bancarias de Rondônia poderão não abrir haja visto, que as agências não podem funcionar sem a presença dos mesmo. A diretoria do sindicato estará tomado todas as medidas legais cabíveis para comunica as autoridades e a sociedade em geral para que não haja transtorno e avisa a sociedade que o ato da categoria e pacifico.        

 

Fonte: SINTESV/RO.