Enquanto isso a categoria já mobiliza para uma série de protestos e não prometem dar vida fácil ao prefeito, com o apoio de uma parcela dos vereadores, os vigilantes poderão recorrer no Legislativo Municipal para que uma medida seja tomada e evite o desemprego em massa desses trabalhadores. 

 

O recente anuncio de que a prefeitura de Porto Velho adotará o sistema de vigilância eletrônica nas escolas municipais continua sendo motivo de polêmica entre a comunidade e furor da categoria, que perderá centenas de postos de trabalho dentro da cidade.

 

Para um setor da sociedade, a medida visa garantir uma economicidade nas contas públicas do município, já, outra parcela da sociedade acredita que nada substitui um profissional de segurança dentro de um espaço público para garantir o bom andamento dos serviços.

 

Nesta última segunda-feira (5), o presidente do do Sindicato dos Vigilantes do estado de Rondônia, Paulo Tico, acusou o prefeito Hildon Chaves (PSDB), de ter mentido à sociedade ao anunciar publicamente que teria promovido uma reunião com a categoria para alinhas as ações de trabalho sem muito impacto aos vigilantes.

 

De acordo com Paulo Tico, em entrevista concedida à imprensa local, o prefeito reuniu um pequeno grupo de vigilantes, entre eles, comissionados da prefeitura, apenas para aparentar estar preocupado com os problemas envolvendo os vigilantes, porém não atende reunião com os representantes do sindicato.

 

Tico também questionou a forma como vem dando o processo de contratação da empresa que irá gerenciar o sistema de monitoramento nas escolas, de acordo com ele, uma denuncia já está impetrada na justiça. Á empresa é do estado do Amazonas e será implantada em Rondônia para a execução desse serviço.

 

Enquanto isso a categoria já mobiliza para uma série de protestos e não prometem dar vida fácil ao prefeito, com o apoio de uma parcela dos vereadores, os vigilantes poderão recorrer no Legislativo Municipal para que uma medida seja tomada e evite o desemprego em massa desses trabalhadores.

 

FONTE: JH NOTICIAS.